Buscar

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Ônibus da Saúde oferece atendimento odontológico nas escolas


 
 
 
 
 
Por Tathiana Gama/ Ascom PMS
Fotos Levi Oliveira

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Seropédica realizou um mutirão de atendimento odontológico com o ônibus-consultório na Escola Municipal Santa Sofia, localizada n o Bairro de mesmo nome.
O dentista responsável pelo atendimento foi o Dr. Filipe Leal e foram feitos vários procedimentos odontológicos, dentre eles: limpeza e restauração dentária, extração de dentes e aplicação de flúor.
O prefeito Alcir Fernando Martinazzo ressalta que um dos maiores investimentos na saúde pública efetuado pela Administração Municipal foi à criação do ônibus-consultório. “Ao disponibilizarmos esta unidade móvel, este ônibus-consultório, estamos cumprindo com nossa missão de reforçar a população da cidade o acesso a serviços públicos essenciais na área da saúde, desde consultas simples, avaliações médicas até a realização de preventivos e procedimentos odontológicos diversos”, destaca.
De acordo com o prefeito, a iniciativa de levar o ônibus-consultório para atender os alunos, deve-se ao fato de que muitos, especialmente, àqueles que trabalham durante o dia e estudam a noite não tem tempo de se dirigir até uma unidade de saúde e agendar uma consulta odontológica.
O secretário Municipal de Saúde (SMS), Alexandre Passos, informa que os atendimentos no ônibus da Saúde são feitos periodicamente e há um cronograma de visitação da unidade móvel as escolas. “O ônibus-consultório é um serviço móvel implantado pela Administração Municipal como uma extensão da saúde básica, que atende tanto a homens, mulheres e crianças que são atendidas pela equipe médica e odontológica”, concluiu.


Dia do Livro Infantil é celebrado por escolas municipais








Por Tathiana Gama/ Ascom PMS
Fotos Levi Oliveira


Leituras de contos, lendas, paralendas e histórias foram algumas das atividades realizadas nas escolas municipais neste dia 18 em que se comemora o Dia Nacional da Literatura Infantil, a Escola Municipal Santa Sofia, localizada no Bairro de mesmo nome, realizou uma programação especial para os alunos. As atividades acontecerão nos turnos matutino e vespertino.

A data escolhida para instituir o Dia Nacional da Literatura Infantil é uma homenagem ao pai da literatura infantil, como ficou conhecido Monteiro Lobato no Brasil.

Segundo a gestora da escola, Lucia Helena Magalhães, a idéia é fazer um dia diferente para comemorar a data e incentivar a leitura. “Ler pode ser um dos passatempos mais divertidos, além de ser muito importante na vida de toda criança”, disse.

Para Zeni Neri da Silva Pedro, coordenadora da unidade, tanto os clássicos da literatura infantil quanto os livros somente ilustrados, proporcionam o desenvolvimento do imaginário das crianças, bem como o aspecto cognitivo, desenvolvendo seu aprendizado em várias áreas da vida. “As histórias reportam valores morais e éticos, que levam o sujeito a repensar suas atitudes do cotidiano, numa reflexão que pode modificar sua ação, tornando-a melhor enquanto pessoa”, afirmou.

Zeni Neri coordena ainda o projeto de leitura da unidade e explica que cada criança é incentivada a escolher um livro e levá-lo para casa para lê-lo. “Nós estamos incentivando o hábito de leitura em nossas crianças”, disse.









Aprender sempre para ensinar mais






Por Tathiana Gama/ Ascom PMS
Fotos Levi Oliveira



Secretaria de Educação realiza formação continuada dos professores

Capacitar e investir nos profissionais da rede municipal de ensino. Esta é a proposta da Prefeitura de Seropédica, através da Secretaria Municipal de Educação (SME). As formações continuadas vem sendo realizadas com professores da rede municipal de Ensino no Auditório da SME.

Desde 2010, o atual governo tem o comprometimento de incluir a Formação Continuada no calendário da SME. As formações acontecem também para os professores de 1º segmento (1º ao 5º ano), 2º segmento (6º ao 9º ano), Educação de Jovens e Adultos (EJA) e para os coordenadores pedagógicos.

Segundo a secretária municipal de Educação, Lucia Martinazzo, é essencial para o professor da Educação Infantil porque está aprendendo como ensinar aos estudantes de forma diferenciada com situações do dia a dia. “Assim, as crianças vão aprender a disciplina sem perceber que a estão estudando", acentuou.

De acordo com a subsecretária de Ensino da SME Eliana Cristina Ribeiro de Oliveira, em cada formação há um tema diferente, geralmente sugerido pelos coordenadores e professores das disciplinas que recebem a capacitação. As capacitações tiveram inicio em março e em cada encontro acontece uma avaliação e eles sugerem alguns temas. Se a equipe achar pertinente, levamos o tema para a próxima formação. A formação é um momento de troca e relatos de experiências”, destacou.

Maria Aparecida Oliveira, coordenadora Municipal de Educação Física, declarou que este é um momento ímpar para a educação de Seropédica. "Este é um momento ímpar tanto para os professores como também para coordenadores e diretores das escolas municipais porque a Educação Infantil é o berço do estudo, é onde as crianças começam a conhecer o aprendizado", evidenciou.

Mauricio Novaes de Abreu, coordenador de História da África e cultura Afro Brasileira da SME também gostou da Formação Continuada da Educação. "É sempre bom termos a oportunidade de participar destes encontros, pois é um momento onde trocamos experiências com colegas de profissão e aprendemos coisas novas, às vezes simples, que antes não achávamos que fariam diferença em sala de aula, mas que os colegas que já fizeram nos dizem que realmente funcionam. A Secretaria da Educação, assim como a Prefeitura de Seropédica, está de parabéns pela ação", salientou.










segunda-feira, 16 de abril de 2012

Maria de Lourdes Mariano lança livro na Câmara Municipal





Por Tathiana Gama/ Ascom PMS
Fotos Levi Oliveira

Aos 75 anos e apenas com ensino fundamental, Maria de Lourdes P. Mariano lançou seu livro de poesias intitulado “Versos e Trilhas” neste sábado (14) no auditório da Câmara Municipal de Seropédica.

No livro de poemas, a escritora que nasceu em Maricá fala do casamento, dos filhos e da natureza. “Os poemas são a história da minha vida. É um legado para a minha família”, diz Maria de Lourdes. Ela conta que se apaixonou aos 16 anos, casou, teve filhos e ficou viúva. “Depois disso entrei para o grupo da Terceira Idade do KM 50 e recebi muito apoio dos amigos que fiz no grupo”, explica, lembrando que esse é um dos temas de seus poemas.

Maria de Lourdes, conta que teve uma infância pobre, criada na Fazenda Maricá, no Bairro Bosque Fundo em Maricá, parou de estudar aos 7 anos, mas mesmo assim não abandonou o hobby de escrever poemas e versos. “Meu pai era colono de fazenda e eu estudei muito pouco, pois precisava cuidar de meus irmãos”, lembra.

Sempre fui uma menina diferente, muito criativa, gostava muito de escrever e aos 6 anos já fazia versos, aos 11 anos meus pais se mudaram para Seropédica. 

Maria de Lourdes recorda que escreveu a poesia que abre o livro, intitulada “Paz”, em 1978, juntamente com outras que ficaram guardadas em seu baú de relíquias. “Escrevi a poesia intitulada “Paz” em 1978 que ficou lá guardada no meu baú de relíquias junto com outras, minha filha sempre me questionou por que eu não escrevia um livro e eu respondia que não queria fazer livro, apenas descarregar meus sentimentos no papel”, relembrou.

Presente ao evento o prefeito Alcir Fernando Martinazzo destacou a importância de se valorizar as atividades exercidas pelas pessoas idosas. “As pessoas idosas tem capacidade e habilidade como qualquer outro cidadão e precisa ter isso reconhecido. Acredito que esse livro vai ajudar a dar essa visibilidade. Tudo isso vai de encontro com as nossas políticas públicas”, afirmou.

O escritor Luiz Carlos Amaral Gomes, cujo pseudônimo Éle Semog, também participou do lançamento de “Versos e Trilhas”. “Publico meu livro também pela Editora Letra Capital e estou aqui para incentivar a todos que tem o sonho de escrever um livro que nunca desistam de seus sonhos”, disse Semog. “A Letra Capital, como você pode ver, tem em seu catálogo 90% de obras de autores que acreditaram no seu potencial e fizeram uma parceria para ver seu sonho realizado”, finalizou.

O evento foi organizado pelo educador físico Pedro Paulo Oliveira dos Santos do grupo da Terceira Idade do Km 50, com o apoio de Beatriz Rodrigues Baptista.





Curto circuito na rede elétrica interdita CMEI Hemetério






Por Tathiana Gama/ Ascom PMS
Fotos Levi Oliveira



Escola vai passar por reforma e vistoria na rede elétrica para evitar novos acidentes.

As aulas do Centro Municipal de Educação Infantil Professor Hemetério Fernandes do Rego, localizada no bairro Boa Esperança foram suspensas depois que um curto circuito ocorrido na última sexta-feira (13) em uma das salas de aula da unidade provocou um início de incêndio na unidade.

Com o objetivo de verificar de perto os estragos ocasionados e avaliar as atitudes a serem tomadas, na manhã de sábado (14) a secretária de Educação Lucia Martinazzo acompanhada da subsecretária de Infraestrutura Mara Lucia Silva Soares e da diretora de Infraestrutura da Secretaria Municipal de Educação (SME) Elen Feital visitaram a unidade. “Fico muito triste por isto ter acontecido, peço a compreensão dos pais por termos que dispensar os alunos no período em que realizamos as reformas necessárias”, declarou Lucia Martinazzo.

Segundo a diretora da unidade Vilma Alves, o acidente aconteceu por volta das 18h, por isso ninguém se feriu. “Nós fechamos a escola às 17h45min, às 18h quando o vigia entrou sentiu um forte cheiro de queimado e começou a vistoriar as dependências da escola e verificou o incêndio na sala dos fundos”, contou.

O vigia Raul Castellões Mesquita informou que assim que encontrou o foco do incêndio pediu ajuda a outros dois colegas que estavam na unidade ao lado da CMEI Hemetério e começaram a apagar o fogo. “Quando verificamos onde era o foco do incêndio começamos a apagá-lo, logo após chegou o Corpo de Bombeiros”, relatou Raul.

Nesta segunda-feira (16) a Defesa Civil vistoriou a unidade acompanhada da diretora de infraestrutura da SME e a previsão é que as aulas retornem o mais rápido possível. “As aulas na unidade retornarão o mais rápido possível, será apenas o tempo necessário para realizar os reparos, pintura e vistoria na rede elétrica para evitar novos acidentes”, declarou Elen.

A unidade atende a 220 alunos que serão dispensados no período em que passará por reformas.